História

História

Origem

O Município de Apuiarés é localizado na Mesorregião do Médio Curu. Suas raízes datam do Século XIX, com a denominação de Arraial do Jacu. Criou-se o distrito de Paz consoante Lei no. 1153, de 24 de novembro de 1864, já existindo na oportunidade considerável número de habitantes. 

Seus primitivos habitantes foram os índios Apuiarés, tapuias que habitavam a faixa de transição litorânea ao longo do rio Curu e eram tidos como indomáveis, infensos ao trato com os brancos e até mesmo como outras nações vizinhas.

1911 - Criação do Distrito

Em 1911, Arraial do Jacu figurava como distrito de Pentecoste na Divisão Administrativa do Brasil. Em 1946 ganhou a denominação atual, APUIARÉS (raiz com sabor de frutas). No dia 02 de fevereiro de 1946, passou a ser Paróquia de São Sebastião pelo decreto Nº 32. Assinado por Dom Antônio de Almeida Lustosa e seu primeiro pároco foi Antonio da Silveira Paixão.

1946 - Primeira capela

Na época em que foi elevado a distrito o Arraial já possuía a sua capela, tendo como patrono são Sebastião e como assistente religioso o Padre Manuel Ribeiro, sendo a mesma filial da Matriz de Canindé.

O Paroquiato foi criado em 2 de Fevereiro de 1946, envolvendo as Freguesias de General Sampaio e Tejuçuoca.

Com a criação do Distrito de Pentecoste, em 1869, o Arraial do Jacu perdeu os seus privilégios distritais, vindo a recuperá-los em menos de um ano após o fato (Lei 1.330, de 10 de Outubro de 1870).

1956 - Criação do Município

Em 1956, com a Lei Nº 3.338, de 19 de maio, veio, juntamente com o distrito de General Sampaio, formar o Município deste mesmo nome, vindo a emancipar-se em seguida, com o nome atual, de acordo com a Lei no. 3.529, de 25 de janeiro de 1957, ocorrendo sua instalação a 1º. de Março do mesmo ano.